Criança Repórter

Criança Repórter

Pureza e café

Criança Repórter é uma iniciativa da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Altinópolis com o apoio do Jornal A Tribuna de Altinópolis para gerar valores humanos com uma nova comunicação. Alta prioridade para o envolvimento comunitário a partir do olhar infantil – criança também é população, deve ser ouvida, tem direitos garantidos por lei. Os projetos sociais de Altinópolis (Força Jovem e Espaço Amigo) inspiraram a iniciativa Criança Repórter e vão colaborar ativamente.

Criança Repórter estreia com a entrevista “Pureza e Café”, realizada por Rodolfo Fernandes, 10 anos, a Criança Repórter desta edição, cujos parentes trabalham com o cultivo do café. Rodolfo entrevistou os amigos David, Gabriel, Bruna, Tia Vânia e a amiga Stéfani. Acompanhem.

Rodolfo com os amigos

 

Pureza

O fundamento do quadro Criança Repórter para Altinópolis-SP

As crianças são cada vez mais exigentes, pois toda criança é no fundo inovadora. Que nos sirva de lição a pureza da criança. Vendo pureza como algo oposto a piegas ou “coisa” de criança ou falta de maturidade. O que é pureza, então? Será que é importante examinarmos esta questão?

A verdadeira pureza surge naturalmente da percepção das coisas que realmente valem a pena. Ao percebermos isso, libertamos nossa alma das coisas que na realidade não valem a pena.

Sentimentos puros são sentimentos não contaminados pela emoção estreita da satisfação pessoal. As ações puras são ações não contaminadas pela busca pequena de segurança pessoal e conforto a qualquer custo. E não importa o quanto se errou, sempre há tempo para a pureza.


Fazendo sabonetes

Entrevista – Pureza e café em Altinópolis

Por Rodolfo Fernandes

Repórter Rodolfo Fernandes: De onde vem o café?, pergunta aos amigos.

Respostas: Do cafezal, respondeu o amigo.

Repórter Rodolfo Fernandes: O que café significa?

Resposta: Na nossa cidade? pergunta o amigo, significa dinheiro, trabalho.

Repórter Rodolfo Fernandes: Quantos produtos podem fazer com o café?

Resposta: Muita coisa, perfume, sabonete, doces, bolo, balas e até chá-de-café, disseram, os amigos.

Repórter Rodolfo Fernandes: Qual a cidade que tem mais café (na região)?

Resposta: Altinópolis ora!

Repórter Rodolfo Fernandes: O que dá pra fazer com café?

Resposta: Vai vender sabonete de café (se referindo à Feira Pedagógica Municipal 2011), vamos ter dinheiro para comprar mais glicerina e mais corantes para fazer sabonetes de café.

A teoria que virou prática e a prática que precisa da teoria

O quadro Criança Repórter de hoje, com Rodolfo Fernandes e amigos foi registrado pela Assessoria de Imprensa da Prefeitura na Escola Municipal Ermelinda. No momento em que a professora Junia Francisco dava aula teórica e prática sobre ervas aromáticas, de acordo com o programa Sebrae – Empreendedorismo na Escola em parceria com  projeto Nova Infância da Prefeitura de Altinópolis. Os alunos aprenderam a confeccionar sabonete de café, uma ideia da Junia, mas não é só sabonete.

Junia, artesã e professora demonstra que teoria não está separada da prática e a prática sem teoria é só mecanização:

 

Curiosidade

Quem já viu o grão torrado ou inteiro? O cheiro é forte? Sabonete é industrializado ou artesanal? Limão, laranja pode fazer sabonete? (Não, pois é cítrico e pode queimar). Sabonete pode passar de líquido ao…?  Sólido e gasoso, responderam. Quem trabalha com o café? Muitos responderam que os parentes trabalham na cidade com o café.

A aula de Junia também incluiu a história econômica da cidade com o café, muito conteúdo difícil – essa geração adora coisas difíceis! Tudo com muita brincadeira também. Confeccionar sabonetes de café foi um misto de aulas de química, português, empreendedorismo e de relacionamento humano.

A professora Junia precisou da ajuda de outras professoras, Vania Maia e Maria Dalva de Oliveira que se revezavam nos cuidados e na preparação da glicerina que fervia em um fogão – tudo com muito cuidado e sem complicações.  “Sem a ajuda das outras professoras eu não conseguiria, foi muito gostoso”, afirma Junia, mostrando o quanto esses professores respeitaram de verdade suas crianças.

Os sabonetes de café assim como outros experimentos teórico-práticos foram parar na Feira Pedagógica Municipal 2011.

O que você gostaria de perguntar para quem na cidade?

Seja uma Criança Repórter. A Equipe do quadro Criança Repórter pode ir com você até ao seu entrevistado. Façam as perguntas e digam quem entrevistar na cidade. O próximo “Criança Repórter” pode ser você.

Como contactar o Criança Repórter?:

Projetos Força Jovem e Espaço Amigo

Email: ritacartadoleitor@gmail.com

Texto: Assessoria de Imprensa Prefeitura Altinópolis SC

Logomarca Criança Repórter: Michel Nazar