Italianos visitaram o café de Altinópolis

As flores despontando no cafezal

Eles chegaram no breve momento da florada, a cidade toda perfumada

A prefeitura recebeu esta semana, dois empresários da Itália, torrefadores de café, Stéfano de Marchi e Gilberto Gattesco. Eles foram recebidos pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Meio Ambiente, pela Cooparaíso, Sindicato Rural de Altinópolis,  o Representante do Ministério da Agricultura, João Abrahão e o Agrônomo da CATI, Nelson Alves.

Os empresários que torram uma média de 100 toneladas de café por ano, já compram 60% de café brasileiro e anunciam a intenção de comprar mais sessenta toneladas do produto.

Segundo a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, os empresários italianos coletaram amostras do café tipo exportação de Altinópolis. O objetivo é comprar diretamente dos produtores locais que garantem a rastreabilidade (via satélite) dos cafezais.

 

Cafezal em flor, 11 de outubro de 2011, beira da Rodovia Altino Arantes, Altinópolis

Na região, choveu toda a semana, mas a Cooparaíso avalia que a estiagem prolongada, sem chuvas regulares há pelo menos setenta dias, não favoreceu as lavouras.

Neste ano, as chuvas não ocorreram ainda de modo a promover o florescimento completo dos cafezais.

 

 Quem quiser ver e sentir o perfume das flores tem que correr, com chuva mais forte, as flores debulham rapidamente. Tem café florido no fundo da minha casa”, diz a moradora do bairro Morada Gabriela, Margarida Jesus Guimarães. “Meu pai transporta café, nós já acostumamos com o perfume”, assim explicam a rotina do café em Altinópolis, as irmãs Paloma e Camila Castro Alves.

A estação atual é a do período reprodutivo do cafeeiro o que corresponde a floração-maturação das plantas. A florada com os “chumbinhos” inicia-se normalmente a partir de setembro com o reinicio das chuvas da primavera, que induzem a floração principal do café, até dezembro. Mas devido à forte estiagem dos últimos meses, somente agora em outubro o café desabrochou.

Italianos visitaram obras de Bassano

“Agora quem quer casar já pode começar a preparar”, diz José Carlos da Silva, explicando que a florada em pé é sinal de que haverá boa produção. Seu Carlos que é morador antigo da cidade explica também o tempo efêmero dessas flores. “Elas despontam numa segunda feira e é só contar uma semana depois ou pouco mais, acabou tudo… e acaba sempre num domingo, enfatiza Seu José”. Estiagem prejudicou

Apesar da florada, as chuvas que caíram durante essa segunda (03) não foram suficientes para amenizar o déficit hídrico do solo. Segundo dados publicados no site da Cooparaíso, em toda a área de abrangência da cooperativa – 32 municípios, 27 no sudoeste de Minas Gerais e 5 mogiana Paulista, os principais danos causados pela estiagem prolongada e pelas altas temperaturas são a deficiência de nutrientes, murchamento das plantas e queda de folhas, com prejuízo no desenvolvimento das floradas.

Italiano degustando café de Altinópolis

Segundo a Cooparaíso, as únicas chuvas do mês de setembro (11/09 – 2,6 mm e 14/09 – 15,6mm) fizeram com que cerca de 50% das flores se abrissem, mas são necessárias outras chuvas seqüentes para o completo desenvolvimento dos frutos.

Em alguns casos, mesmo com essa chuva inicial e as boas previsões de chuvas para outubro, deve haver perdas na produção da safra 2012, ainda não quantificada pela Cooperativa, mas alguns produtores falam em mais de cinqüenta por cento de quebra.

Altinópolis tem produzido café arábico, principalmente para o mercado externo, com uma média de 350 mil sacas de 60 quilos por safra, mas essa oferta deve ser reduzida pela metade, não só pela estiagem, mas por conta da chamada  bianualidade (2011 sendo considerado ano ruim).

Mercado Exportação para Altinópolis

O setor tem renovado áreas para o plantio e as altas cotações internacionais para o produto tem se mantido. A expectativa de aumento da demanda mundial pelo produto pode garantir bons rendimentos também para os próximos 3 ou 4 anos.

Empresários Italianos visitam a Prefeitura

O balanço da rodada de negócios da Cooparaíso na Expoal (Exposição Agropecuária de Altinópolis 2011) contabilizou a realização de 60% a mais de negócios, comparando com o ano passado. Segundo Anderson André da Silva, coordenador de núcleo local da Cooparaíso foram contabilizados na Expoal em torno de 1 milhão e setecentos mil reais com sacarias, fertilizantes, troca de insumos e máquinas agrícolas, um dos indicadores de que os investimentos locais se mantiveram.

Mais de 70% dos associados da Cooparaiso são de pequenos produtores.     O faturamento total da filial em Altinópolis no ano de 2010 foi de R$ 11.580.776,00 o que corresponde a 10,15% da participação. O faturamento total no ano de 2010 foi de R$ 114.081.252,00.

Satélite – O dados do Dep.Técnico da Cooparaíso com a CATI na safra 2009/10 apontados por imagens de satélite somam uma área de 6.407 hectares em produção de café em Altinópolis, produzindo um total de  250 mil sacas. O índice de produtividade do município, segundo os mesmos dados é maior do que em vários municípios da região, mesmo os que apresentam áreas maiores.

O bom café local – Altinópolis é considerada uma região privilegiada para a cafeicultura, pela altitude média de 750 a 1.200 metros, clima ameno (cerca de 20 °C), solo arenoso e inverno geralmente seco. O padrão climático facilita o controle da secagem dos grãos, com floradas mais concentradas e menor diferença de maturação entre os frutos.

São aproximadamente 190 cafeicultores locais. Segundo dados da CEPAGRI/UNICAMP, as melhores e mais produtivas fazendas localizam-se no cerrado mineiro, nos municípios de Patrocínio, Uberaba e Patos de Minas, entre os que produzem café de qualidade como as cidades do sul de Minas e os municípios de Franca, Mococa, São João da Boa Vista e Altinópolis.

Breve momento sem chuva

Dados gerais do Café- O café é a segunda bebida mais consumida no mundo, depois da água. Conforme a Instrução Normativa 16, de maio de 2010, foi estabelecido o Padrão Oficial de Classificação do Café Torrado em Grão e Café Torrado e Moído, reforçando o controle de qualidade por parte do Ministério da Agricultura.

E a demanda interna está aquecida, o consumo em 2010 foi o maior já registrado no país. Cada brasileiro está bebendo mais 200 gramas em relação aos anos anteriores.  De acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria do Café (ABIC), o desempenho manteve o Brasil como segundo maior consumidor de café do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. Os três maiores consumidores do mundo – EUA, Brasil e Japão – representam juntos quase 40% de tudo aquilo que é adquirido entre todos os países.

 

Mesmo os pés de dois anos já em flor

Produção Agrícola total do Município Altinópolis 2010:

Pecuária: 25 mil cabeças de gado, mais de 300 criadores, sendo 90 por cento pequenos e médios empresários rurais). Dados da Coordenadoria de Defesa Sanitária Agropecuária do Estado.

Produção de Leite: fonte: nov/2010 Instituto de Economia agrícola- coordenadoria de assistência técnica integral. (CATI):

Leite A – não tem

Leite B – 1.018 mil L/ano

Leite C – 3.053 mil L/ano

Produção de Leite: Fonte: Laticínios Santa Cruz, o único da cidade, fundado em 1993:

Total: 110 mil e 500 litros leite/mês, sendo oriundos de produtores de Altinópolis: 58 mil e 300 litros leite/mês. (dados de Março de 2011).

Cana-de-açúcar: em torno de 30 mil hectares (para mais)

Eucalipto: em torno de 15 mil hectares (mantendo)

Braquiária: em torno de 8 mil hectares

Café: em torno de  7.500 hectares (mantendo)

Milho: em torno de 2 mil hectares (mantendo)

Laranja: em torno de 1900 hectares (para mais)

Área total município: 94.200 hectares ou 929,5 km2 .

Área com vegetação natural:  18.574 hectares ou em torno de 20% da área total.

Dados do levantantamento Censitário das Unidades de Produção Agropecuária do Estado/ Secretaria de Agricultura e Abastecimento, CATI/IEA, Projeto LUPA:

Principal fonte de arrecadação municipal:

Transferências: FPM,ICMS, Fundeb entre outros.

Orçamento Municipal 2010: 37.420.042,37

Contatos para acompanhar as visitas neste feriado e nesta quinta pela manhã (após o almoço de quinta os italianos retornam):

Vanessa Rinhel, Secretaria Municipal Des. Econômico (91839478, 99674529, 81096109).

Texto e fotos: Assessoria Imprensa Prefeitura Altinópolis-SP (SC). imprensa.altinopolis@gmail.com